Colégio On-line
Instituições Vicentinas
(45) 3521-6700
(45) 99126-5727

5º Anos visitaram a RPC

Fale Conosco

Os passeios à emissora RPC continuaram. Dessa vez, os/as estudantes dos 5º anos EFAI, foram as turmas escolhidas. Extensão do componente curricular Língua Portuguesa, o gênero textual trabalhado foi: NOTÍCIA, portanto a missão foi construir uma notícia para site, elaborada pelos próprios estudantes e professores, em que os/as estudantes tiveram, basicamente, a tarefa de questionar como, quando, onde, por que, quando e quem, faz com que funcione uma emissora.
 
Do 5ª ano A, Ana Betriz Davies e Pietro Bortoli transcreveram os conhecimentos adquiridos nesse passeio didático. Para eles fez toda a diferença estar perto de jornalistas reais.

Ana Beatriz
Normalmente eu só escrevia para trabalhos da escola. Em casa assistimos jornais todos os dias, mas não imaginava como era uma emissora por dentro, o passeio mostrou algo totalmente diferente. Ao estar na emissora, eu perguntei aos jornalistas como funciona a transmissão, como é a vida deles sobre o jornalismo e assim consegui compreender mais um pouco. O que eu achei mais interessante, foi de como é transmitido o jornal para a casa dos moradores, o satélite, uma antena no espaço que manda o sinal do “Meio Dia Paraná”, para casa das pessoas.  Eu aprendi principalmente que eles têm uma sala de reunião, para saber quais notícias são verdade e quais são mais interessantes durante a semana.  

Pietro Bortoli
Como estávamos aprendendo sobre Língua Portuguesa, gênero jornalismo e notícia, foi por isso que fomos à RPC. A gente aprendeu bastante coisa sobre os estúdios, como era gravado, mas o que mais me marcou na RPC foi quando descobri como eram os bastidores, a divisão das paredes, pois eu sempre via aquilo pela Tv, e ao olhar mais de perto, pude perceber como era feito. Microfones, câmeras na posição, como eles sabiam o que exatamente falar, isso foi o que mais me marcou no passeio à RPC. Eu entendi mais sobre como fazer a notícia, pois além de estudar esse estilo de texto em português, por meio do passeio que fizemos, me deu muito mais conhecimento sobre o assunto.  

 E para as estudantes do 5º ano B, Nivin Jamil Abdallahr e Gabriela Iantas, as emoções de saber como funciona um estúdio e a redação de um telejornal, também foram as melhores.

Nivin Jamil Abdallahr
Eu fui à RPC para que todos da classe pudessem aprender mais sobre o gênero notícias da aula de português. Falamos sobre notícias e aprendemos como ela acontece, como eles editam, ao final ganhamos um copo de brinde e isso foi muito divertido. Eu tirei dúvidas de como eles sabem das notícias. Eles explicaram para a turma, que as pessoas mandam mensagens ou falam se vale colocar no jornal. Eu pensava que o estúdio era todo branco e com luzes do lado, mas vi que era diferente, com umas máquinas por traz de tudo. Outra coisa que não sabia era que em cada cidade tem um apresentador que faz as perguntas.

Gabriela Iantas
 Hoje para se fazer uma um jornal é preciso utilizar muita tecnologia, de muitos computadores, aberturas e de muitas pessoas envolvidas para ligar os transmissores e fazer tudo funcionar. Já para uma notícia, precisa responder as perguntas; por quê, onde está, isso, como, quando! Dessa forma fica mais fácil de dar a notícia, por exemplo: por que o cachorro desapareceu? Ou como ele desapareceu? Onde que ele está? Quando ele sumiu? E o onde, para saber qual cidade ele sumiu. Eu gostei bastante, pois vimos a abertura do “Bom Dia Paraná” e mais duas apresentadoras, além das nossas colegas de sala terem lido o TP.


Para a professora Monique dos Santos, do 5º ano C, que também não conhecia uma emissora, foi incrível ao ver que os/as estudantes ficaram encantados/as. A parte mais emocionante foi ler o TP, e ao se ver em uma tela de retorno em um estúdio de televisão.

Monique Santos - Professora

Porque quando acontece a prática, ou tem alguma vivência, faz com que tudo tenha sentido na cabeça deles/as. Ao estudar em sala como seria o dia do evento e ao chegar na TV, ajuntou a teoria com a prática, ficou mais agradável. Ao saírem da emissora, os/as estudantes ficaram passaram a acompanhar o jornal Meio dia Paraná. Tivemos partes da visita que foram engraçadas, pois houveram perguntas inusitadas, como por exemplo, para onde os apresentadores vão em suas férias, mas a todo momento eles/as estavam interessados em compreender como as coisas funcionavam.  A minha expectativa é que a cada ano possamos ter mais passeios que vinculem o conteúdo com a prática.

A compreensão dos conteúdos escritos e descritos em sala, ficam sempre melhores e mais abrangentes quando os/as estudantes podem conversar com especialistas desses assuntos, conhecer como tais assuntos funcionam e ainda retirar dúvidas pertinentes. Sobre o gênero notícia os 5º anos agora podem ir para um novo ciclo de estudos, mais que afiados sobre esse gênero textual.

Educamos com Inovação e Afeto.

Voltar